Processo movido pela coligação de Vertinho e Renato, para anulação da eleição de 2016 teve sua primeira audiência hoje (20).

Em Audiência realizada hoje (20 de setembro), no fórum da Comarca de Conceição do Coité, a primeira audiência para que a justiça representada pela promotora de Justiça Grace Inaura da Anunciação Melo representante do Ministério Público Estadual e o juiz de Direito da Comarca de Conceição do Coité Gerivaldo Alves Neiva, ouvissem as testemunhas apresentadas pelos advogados da Coligação “A Voz do Povo” encabeçada por Vertinho e Renato, derrotada nas eleições municipais de 2016, que prestaram depoimento afirmando que durante a campanha eleitoral de 2016 pessoas ligadas a Coligação “Avante Coité” encabeçada por Assis e Val ofereceram vantagens (compra de voto), ou seja abuso de poder econômico.

Em uma rápida conversa com o Dr. Gerivaldo, relatou que na audiência foram arroladas as testemunhas de acusação, que compõe as peças do processo, depois será aberto investigação para dar um parecer, ou despacho final. Caso os envolvidos no processo não concordem com a decisão, cabe recurso ao Tribunal Regional Eleitoral (T.R. E).

Algumas pessoas se aglomeraram em frente ao Fórum, e ao terminar a audiência, comemoram eufóricos soltando foguetes.

Ano passado, após o resultado das eleições, também se registrou um grande tumulto em frente ao Fórum, de pessoas inconformadas com a humilhante derrota nas eleições, porque estavam confiantes nas pesquisas de papelão, e muitas outras pesquisas realizadas por institutos apontando sempre vitória para Vertinho.

 

Não podemos relatar o conteúdo das testemunhas arroladas na audiência, pois, corre segredo de Justiça, mas, notamos e todos foram testemunhas do vergonhoso abuso do poder econômico, faltando 15 dias para as Eleições, o governador liberou dezenas de obras para o Município de Conceição do Coité, até na véspera da eleição máquinas trabalhavam para Asfaltar o distrito de Salgadália. Com estas ações mudou seguramente os votos de muitos indecisos.

 

O que antes era motivo de vários processos movidos pelo PT, quando era oposição pedindo intervenção das obras da prefeitura um mês antes das eleições, mas, nesta eleição fizeram tudo ao contrario, a ética e a moralidade jogaram pelo ralo, por que o interesse maior era vencer as eleições a todo custo, para continuar no poder.

A corrupção está completamente enraizado no país, que vinha se arrastando por longos anos, até gerar uma convulsão política, causando a perda de credibilidade nos políticos Brasileiros e consequentemente a recessão econômica. Surge a esperança para que o vírus da corrupção não atinja o Judiciário brasileiro e puna com eficácia todos aqueles políticos que praticam o ilícito.

Mário Silva.