Prefeito ACM Neto desiste de concorrer para eleições de Outubro

Meu coração me impede de deixar a prefeitura neste momento’, diz ACM Neto o Prefeito decidiu que não concorrerá em eleição de outubro

O prefeito ACM Neto confirmou, na manhã desta sexta-feira (6), que não deixará a prefeitura de Salvador para se candidatar ao governo do estado. “Meu coração me impede de deixar a prefeitura neste momento”, afirmou o prefeito durante entrega da primeira etapa da urbanização da Comunidade Guerreira Zeferina, que envolve, entre outras ações, a construção de um conjunto habitacional para abrigar 257 famílias na Rua Engenheiro Agenor de Freitas, em Periperi, onde funcionava a antiga Cidade de Plástico.

Neto afirmou que o prefeito José Ronaldo, de Feira de Santana, pode ser o candidato do partido DEM para concorrer nas eleições de outubro ao cargo de governador.

“A partir de agora nós vamos iniciar as conversas para definição de um nome. Pode ser que, num primeiro momento, exista mais de um nome dentro do conjunto de partidos. Essa não é uma definição que já esteja tomada. Eu vou ter agora uma conversa com o prefeito de Feira de Santana, José Ronaldo, que tem que tomar uma decisão de renuciar ou não o seu mandato. Se o prefeito José Ronaldo decidir renunciar o seu mandato automaticamente ele se torna pré-candidato ao governo da Bahia pelo Democratas. Mas, essa é uma decisão do prefeito José Ronaldo. Sairemos daqui para tratar desse assunto”, destacou Neto afirmando que sua decisão de não concorrer foi comunicada nesta sexta às lideranças do seu grupo político.

ACM Neto afirmou ainda que a decisão de não concorrer ao cargo nas eleições de outubro foi movida pelo amor que sente por Salvador.

“Depois de ouvir muita gente na política, ouvir meus amigos e minha família, por último eu deixei meu coração falar. Meu coração me impede nesse momento de deixar a prefeitura. Eu amo o que eu faço. Eu tenho dedicado a minha vida a Salvador. Nós temos um grupo político extremamente forte que terá um candidato a governador para construir uma vitória no dia 7 de outubro”, afirmou.

O prefeito destacou ainda que pretende deixar um legado para a cidade. “Mas nesse momento a minha missão, meu dever e minha obrigação é continuar na prefeitura. Precisamos dar segmento aos trabalho que começamos em janeiro de 2013 e deixar um legado definitivo de transformações para a nossa cidade. Foi exatamente por pesar tudo isso e repito, por ouvir meu coração, que eu decidi continuar na prefeitura”, disse o prefeito.