O Juiz Gerivaldo e o Desembargador Salomão realizam o I Natal do Fórum de Coité.

Foto Raimundo Mascarenhas -Magistrados e crianças na foto oficial

 

Foi realizado no fim da tarde desta quinta-feira, 14, a primeira edição do Natal do Fórum, em Conceição do Coité, município localizado no território do sisal. O evento aconteceu na área externa do Fórum Durval da Silva Pinto e, segundo o juiz da comarca, Gerivaldo Alves Neiva, a ideia surgiu após uma conversa com o desembargador e corregedor das Comarcas do Interior, Emílio Salomão Pinto Resedá, que é natural de Conceição do Coité.

“O evento contou com a presença de centenas de crianças que aproveitaram bastante para brincar, comer pipoca, algodão doce e receberem presentes que foram arrecadados em Coité e também em Salvador, agendamos para hoje e tudo foi muito gratificante”, falou Gerivaldo Neiva.

Foram distribuídos previamente 450 vales presentes para as famílias residentes nos bairros populares e, na opinião do magistrado, é um embrião que pode se tornar muito grande. “Tivemos o cuidado de fazer a distribuição dos vales, porém chegaram crianças de outros bairros, mesmo sem receber os vales foram bem recebidas e saíram daqui com suas lembranças”, concluiu o juiz.

O desembargador Salomão Resedá durante os 16 anos esteve à frente 1ª Vara da Infância e Juventude, fazia este trabalho, mas limitava-se apenas em Salvador, e agora como corregedor das Comarcas do Interior, pretende expandir pelo interior.

Resedá contou um momento que lhe marcou muito quando fez uma visita ao orfanato quando juiz da 1ª Vara da Infância e Juventude de Salvador, na época de natal e foi abordado por um dos internos que lhe pediu um presente,  “pensei que ele naquele momento estava querendo um brinquedo, quando fui surpreendido ao ouvir que ele queria um pai e uma mãe”, contou emocionado. Ouça mais sobre o trabalho social realizado pelo desembargador.

Resumo Callila Noticias.