ESTAMOS DE OLHO

 

estamos-de-olho
Foto de Raimundo Mascarenhas.

Durante a Campanha política,  eu, Mário Silva usei o meu direito da liberdade de expressão nas redes sociais, contra homens públicos, para o julgamento das eleições aqui em Conceição do Coité. Trabalhei em cima das promessas não cumpridas da gestão, mostrei as MENTIRAS,  com charges e comentários (Não tiro uma palavra). Infelizmente, um líder morreu, e naquele momento de comoção e dor, baixaram a guarda na reta final da campanha política. Foi ai que os cabos eleitorais adversários e seus lideres aproveitaram calada da noite para persuadir os eleitores “DE TODO O JEITO”. Infelizmente, a política é para os mais “espertos” e o PT ganhou a eleição. Conhecendo a politica separatista destes militantes, certamente  o resto do eleitorado derrotados, os mais de 19 mil, ou melhor calculando, a metade da população certamente serão excluidos durante os próximos 4 anos. Assim também acusa o nobre jornalista Roberto Lopes, que ao dizer que votou contra ao PT em um dos seus textos, imediatamente, alguns amigos do Facebook lhe excluiram. Cadê a democracia?

Foram tantos compartilhamentos de amigos, nas minhas postagens, um Recorde. Mas também foram tantos xingamentos dos defensores, um vocabulário “baba ôvis”, terríveis e odiosos como se estivesse em iniciação para satanismo.

Não sou Jornalista diplomado, mas estou nesta função há mais de 30 anos, segundo a PEC do STF, posso continuar sendo jornalista com a minha empresa  O SERTÃO. Ser Jornalista é não ter medo de nada nem de ninguém. É aventurar-se no desconhecido, sem saber direito que caminho irá te levar. É desafiar o destino, zombar dos paradigmas e questionar os dogmas. É confiar desconfiando, é ter um pé sempre atrás e a pulga atrás da orelha. É abrir caminho sem pedir permissão. É nunca esmorecer diante do primeiro não. Nem do segundo, nem do terceiro… NEM DE NENHUM.

Ser jornalista é SER OPOSIÇÃO, ou pode se transformar num “camelô” do mercado de secos e molhados. Ser jornalista é ser Doido, Maluco é enfrentar reis, papas, presidentes, líderes, guerrilheiros, terroristas, prefeitos do PT, do DEM e dos raios que os partas e até outros jornalistas. É não baixar a cabeça para cara feia, dedo em riste, ameaça de morte. Aliás, ignorar o perigo de morte é a primeira coisa que um jornalista tem que fazer. É um risco iminente, que pode surgir em infinitas situações.

A política passou sim, nada mudou, todos vão voltar as suas vidas normais com os mesmos problemas sociais. Mas não devemos ter medo quando desconfiar de algo errado, DENUNCIE!  VAMOS FICAR DE OLHO, VOU CONTINUAR AQUI DENUNCIANDO OS MAUS TRATOS COM O NOSSO POVO SOFRIDO. Que venham os processos dos advogados do diabo, o nosso escudo é apenas Deus pela honra e pela verdade. CALA-TE BOCA.

2 comentários em “ESTAMOS DE OLHO

  • 9 de outubro de 2016 em 21:57
    Permalink

    Caro Mario continue a sua ~brilhante missão. Parabéns

    • 27 de junho de 2017 em 22:47
      Permalink

      Obrigado fernando

Fechado para comentários.