Cerca de 800 quilos de maconha são apreendidos em carreta na BR-116 sul, em Feira

19/09/2017 08h05

Uma força-tarefa das polícias Federal, Rodoviária Federal, Rondesp e Cipe Litoral Norte fez mais uma grande apreensão de drogas na manhã desta terça-feira (19). Uma carreta com 807 quilos de maconha foi flagrada quando passava pelo posto da Polícia Rodoviária Federal (PRF) na BR-116 Sul, em Feira de Santana.

 

A operação contou com a participação do cão Athos, da raça pastor belga malinois. A droga e o motorista foram levados para o posto da Polícia Federal, em Feira de Santana. De acordo com o delegado da Polícia Federal, Fábio Marques, a droga saiu da cidade de Vitória da Conquista e o destino seria Caruaru, em Pernambuco.

A carreta de placa BJS 7478, licença de Conceição do Coité (BA), além da droga, estava com uma carga de gordura hidrogenada. O cavalinho atrelado a carreta tem uma placa diferente: DAR 7927, com licença de São Bernardo do Campo (SP).

“Conseguimos encontrar 20 caixas contento tabletes de maconha, que totalizaram mais de 800 quilos de drogas. A Polícia Federal recebeu a informação desse transporte na noite de ontem, com as características do caminhão e foi montada uma força tarefa com as demais polícias. No posto da PRF começamos a fazer essa fiscalização para localizar o veículo objeto da denúncia. Por volta das 6 da manhã de hoje conseguimos identificar. A carreta pertence ao motorista, que morava em Conceição do Coité, e é normal a carreta ter uma placa e o cavalinho outra”, explicou o delegado.

Ainda segundo o delegado Fábio Marques, de imediato o motorista confessou estar transportando o material entorpecente e falou que recebeu uma proposta inicialmente de 10 mil reais para fazer esse transporte. O motorista contou à polícia que quando soube que se tratava de material ilícito recusou, porém devido a proposta ter aumentado para 15 mil reais, ele decidiu aceitar, por estar passando por necessidade financeira.

“Ele falou que recebeu um telefonema com a proposta para fazer esse transporte e disse que nunca viu a pessoa que fez a proposta e que não sabe quem são as pessoas que entregaram a droga a ele em Vitória da Conquista. Agora ele vai sofrer as consequências da lei, com o possível perdimento do caminhão”, informou.

 

A polícia agora trabalha para chegar até o responsável pelo fornecimento e pelo recebimento da droga. Segundo o delegado Fábio Marques, os peritos vão avaliar a qualidade da droga e diante da quantidade fazer o calculo do valor.

Há cerca de 15 dias, a PF apreendeu cerca de uma tonelada de maconha e, no mês passado, foram cerca de duas toneladas apreendidas na região de Feira de Santana.

As informações e fotos são do repórter Ed Santos do Acorda Cidade