fbpx

Auxílio Brasil tem caráter permanente e continuará sendo pago pelos próximos anos

17 de agosto de 2022 | Brasil

Ministro da Cidadania, Ronaldo Vieira Bento, cita ações do Governo Federal direcionadas ao combate à fome no país

Responsável por restabelecer a segurança alimentar e a sobrevivência daqueles brasileiros afetados pela crise da pandemia, o Auxílio Brasil levou alimento às mesas de mais de 20 milhões de famílias. O ministro da Cidadania, Ronaldo Vieira Bento, elucida quais outras ações da pasta também auxiliam no combate à fome.

O Auxílio Brasil é um benefício de caráter permanente?

Ministro da Cidadania, Ronaldo Vieira Bento: Sim. A ideia do Ministério da Cidadania é o programa ser permanente, ele foi instituído por força de lei no ano passado, em 2021, em programa continuado de transferência de renda que atende a mais de 20 milhões de famílias brasileiras. Ao contrário dessas informações falsas que vem sendo vinculadas, o programa tem como característica a sua permanência, a sua continuidade em 2022, 2023, 2024 e assim por diante. A população que recebe o Auxílio Brasil não precisa se preocupar, porque esse programa não irá acabar.

Como o Auxílio Brasil inovou nos programas de transferência de renda?

O Auxílio Brasil trouxe uma mudança no conceito do benefício de transferência de renda, focado para a assistência social, dá autonomia para essas famílias, fomentando o trabalho, a geração de emprego e renda. No final do ano passado, trouxemos um valor de piso para esse benefício no valor de R$ 400. O Auxílio Brasil já veio com esse ganho financeiro para as famílias nesse momento de recuperação pós-pandemia. Após a aprovação da Emenda Constitucional nº 123, o valor do benefício passou para, no mínimo, R$ 600. 00

| Informações: ASCOM